• instagram-logo
  • Facebook
  • LinkedIn ícone social

5 Maneiras erradas de encarar as finanças que podem levá-lo a falência rápido!



1. PRECISO SER UM ESPECIALISTA PARA TER O CONTROLE


Mentira! Vc não precisa ser um piloto da Fórmula 1 para dirigir seu carro. Como em tudo, existem níveis de especialidade, e p/ ter o controle das finanças vc não precisa ser um especialista em finanças e nem muitos anos de experiência a frente de um negócio.


O que vc vai precisar sim, é de VONTADE para aprender o básico dos conceitos financeiros, fluxo de caixa e indicadores. Também se propor a ter ROTINAS básicas para analisar as finanças. Acredite, vc não vai nem gastar muito tempo, se vc é constante, vai ter o controle total das finanças do seu negócio.

2. CORTAR CUSTOS A TODO CUSTO


Não nego que muitas vezes é necessário avaliar alguns custos e quiçá fazer alguns cortes. Mas pensar que só cortando custos vc vai lucrar mais é um ledo engano. Se vc pensa que uma estrutura enxuta significa gastar quase nada, vc não está pensando estrategicamente.


Talvez quando vc vê que no final do mês não sobra muito p/ vc, a primeira ação seja eliminar de vez coisas que p/ vc são supérfluas. Pessoalmente já vi dono de empresa cortar o café, benefícios p/ empregados, deixar de fazer manutenções básicas e pausar investimentos. Se vc pensa que essa é a solução, está pensando errado.


Acredite em mim, o mercado e o cliente percebem rapidamente quando a empresa pensa só em cortar custos, fica evidente no atendimento, na embalagem, no site que fica ultrapassado, no próprio produto que perde a qualidade…e ninguém fica preso a empresas que baixam a qualidade, a busca é por empresas cada vez mais atrativas, que investem melhorias.

3. DEIXAR O FINANCEIRO COM O CONTADOR


Nada contra, mas cada um no seu quadrado. Contador cuida da contabilidade, o empreendedor cuida das finanças. Tem diferença? Sim, a contabilidade é uma obrigação imposta pelo estado regulada pela Receita, portanto, a maioria dessa informação é categorizada conforme normativas nacionais ou até internacionais, não p/ as particularidades do seu negócio.


Quantas vezes o seu contador te ligou e falou: “olha, essa conta aqui não posso lançar sem nota, vou lançar como lucro”…ou, “o seu saldo de caixa no balanço está muito alto, vamos fazer ele diminuir”. E isso ele faz por que o trabalho dele é que a sua empresa fique bem perante a Receita, mas o seu trabalho é fazer com que sua empresa fique bem perante o mercado, o cliente, os sócios, os funcionários, sendo assim, grande parte do que se passa no mundo da contabilidade tem pouco a ver com as finanças.


Outro exemplo é o próprio lucro, eu te garanto que pelas normas contábeis ele está totalmente fora da realidade do que você vê entrar na conta da sua empresa e essa informação “incompleta” pode te levar ao caminho da falência… Por isso, crie uma estrutura e rotinas financeiras que estejam sob o seu controle.

4. QUANTO MAIS FATURO, MAIS ESTOU GANHANDO.


Essa é bem comum. Faturamento não é igual a receitas, por quê? Porque existe o chamado parcelamento. Então, o que você FATURA entra p/ vc em modo RECEITAS conforme as vezes que vc parcelou p/ o seu cliente.


E olha que isso é um detalhe que passa despercebido p/ muitos empreendedores porque, ao ter pouco controle das finanças, perdem a noção de quando entram os parcelamentos e tampouco conseguem entender a quantidade de parcelas que devem ser usadas em cada situação. E onde está o maior problema?


Que existem muitos pagamentos que não podem ser parcelados, como os impostos, o aluguel, a luz, as comissões, os salários. Portanto, vc tem pelo menos duas opções, (1) definir a sua estrutura de custos baseado no que vc recebe, não no que fatura, e (2) fazer uma análise para tentar receber esse faturamento o mais “à vista” possível, assim as suas receitas serão bem próximas do seu faturamento .

5. TUDO QUE SOBRA É PARA MIM.


Cuidado! O que popularmente se conhece como “o que sobra” é o Lucro, que é o salário da empresa. Sinceramente, ele não é seu, é da empresa e deve ser encarado dessa forma.


Ok, é verdade que parte desse lucro eventualmente irá p/ vc, mas uma grande parte precisa ser reinvestida na empresa, em novos equipamentos, treinamentos, manutenção, melhorias.


Fazendo isso é garantido que sua empresa vai se manter sempre atualizada, terá um nome no mercado, os seus funcionários falarão bem dela, seu produto/serviço será de extrema qualidade e consequentemente, os seus clientes vão querer comprar ainda mais de vc.


Abraço,


Matías!

37 visualizações
IMG_0437_edited.png

Sobre o Autor

Matías Moreno de la Maza

Economista com mais de 12 anos empreendendo, especialista em Finanças, Estratégias, Gestão de empresas e Processos Organizacionais.

Comecei minha vida de empreendedor muito cedo, onde descobri que minha paixão é ensinar e ajudar outros empreendedores a gerir melhor seus negócios e construir uma estrutura para crescer, transmitindo todo o conhecimento valioso que fui adquirindo ao longo da minha carreira.

Você quer melhorar o resultados da sua empresa?

Preencha o formulário e faça um diagnóstico gratuito da Gestão do seu negócio. Depois, vou te enviar as minhas 3 dicas de ouro para ter um negócio que cresce todo ano.

Posts Recentes